Espectáculos

Maratona de Robertos Vários bonecreiros

No dia 28 de novembro o Museu da Marioneta festeja 20 anos!
Mas festeja também a classificação no Inventário do Património Cultural Imaterial do Teatro Dom Roberto, uma das formas mais antigas e mais genuínas de teatro de marionetas português.
Hoje há vários bonecreiros em atividade em todo o país, que no domingo dia 28 estarão reunidos no Claustro do Museu, para uma Maratona de Robertos.
Venha celebrar connosco e assistir ao teatro de marionetas Dom Roberto – pelos roberteiros:
  • Fernando Cunha
  • Filipa Mesquita
  • Francisco Mota
  • João Costa
  • Jorge Soares
  • José Gil
  • Manuel Dias / Trulé
  • Marcelo Lafontana
  • Nuno Pinto
  • Raul Constante Pereira
  • Ricardo Ávila
  • Rui Sousa
  • Sara Henriques
  • Vítor Santa Bárbara
28 Novembro, entre as 11h00 às 18h00 (sessões contínuas)
Entrada livre

O Teatro Dom Roberto é um tipo de teatro de marionetas itinerante, de cariz popular, que pode ser feito em qualquer data e local, mas que tradicionalmente se realizava nas praias, jardins e praças públicas, integrando muitas vezes feiras e mercados.

O “palco” é constituído por uma pequena barraca de pano – a guarita -, sustentada por uma estrutura
de madeira, onde, escondido no interior, o bonecreiro manipula e dá voz às marionetas de luva. Uma das principais características é o som da voz, e distorcido através do uso da palheta, um pequeno objeto que o bonecreiro coloca na boca para tornar a voz mais estridente.
De caráter satírico, destinado a fazer rir as pessoas, a manipulação das marionetas é feita a um ritmo veloz, para captar constantemente a atenção do público.